julho 26, 2016

Um novo caminho...


No horizonte
A mesmice tortuosa
Das longas jornadas
A vaguear
O coração dispara
A vida fora de compasso
Em cada passo, um laço
Um nó, um não
Um acaso se faz caso
E de casos, vivo não
Mas a vida é assim
Um abrir de portas
Um sair
Um recém chegar
No ponto de partida
Quem nunca partiu?

0 comentários: